Bruno Matos fala sobre a personagem Blogueirinha – Reprodução/Instagram
PUBLICIDADE

Bruno Matos ficou conhecido popularmente por causa da personagem Blogueirinha. Por meio de seu perfil no Instagram, o artista respondeu à dúvida de muitas pessoas, que acham que sua personagem é, na realidade, uma drag queen.

– Continua após o anúncio –

PUBLICIDADE

+ Blogueirinha pega seguidores de surpresa ao fazer comunicado: ‘O último’

De acordo com Bruno, ele se considera um “ator que interpreta uma personagem” e não necessariamente uma drag queen, como todos acham. “Saiu em um site gringo que eu era a quarta drag mais seguida do mundo. E aí ficou o questionamento se eu era drag ou não, porque muita gente me vê como personagem e outras como drag”, iniciou.

“No início da minha carreira, já havia esse questionamento. Para mim, sempre foi personagem. Porque antigamente eu achava que era ator. Não que eu não ache hoje, até porque eu estudei para ser ator. Mas é isso, né gente? Eu trabalho com a internet e não trabalho em um cinema, em uma televisão, exercendo a função de ator. Mas eu nunca me considerei drag porque acho que deveria possuir muito mais talento”, explicou Bruno.

– Continua após o anúncio –

Confira: 

– Continua após o anúncio –

Bloguerinha fala sobre polêmica com Mari Maria

Após a empresária Mari Maria participar do quadro “De Frente com Blogueirinha” e jogar o líquido de uma caneca em cima da apresentadora, a influenciadora falou sobre o ocorrido durante bate-papo com Lorelay Fox.

+ João Guilherme causa com comentário em entrevista a Blogueirinha

Segundo ela, ninguém merece ser agredido. “Isso não se faz com ninguém. Ninguém merece ser agredido. Pode ter falado o que for, mas não merece ser agredido. E essa pessoa está colhendo o que ela está plantando. Está todo mundo me defendendo, Nicole, Pabllo Vittar. Eu quero que me defendam, sim. Façam greve, agressão física não é brincadeira, é coisa séria”, explicou, afirmando que teria sido agredida por Mari.

“Ninguém merece passar pelo que eu passei, ao vivo. Não interessa, você pode ser a convidada que for. Se eu pego e jogo uma coisa dessa na sua cara, um negócio que tinha vinho tinto quente, era quentão”, destacou.

Share.