Galvão Bueno
Galvão Bueno – Foto: Instagram
PUBLICIDADE

O jornalista Galvão Bueno, ex-narrador da TV Globo, usou suas redes sociais, nesta última sexta-feira, 29 de dezembro, para reagir a postura de Carlo Ancelotti, que decidiu renovar com o Real Madrid ao invés de fechar com a CBF, como vinha sendo especulado ao longo deste ano.

– Continua após o anúncio –

PUBLICIDADE

Diante da atitude do italiano, Galvão Bueno não deixou de soltar a sua opinião sobre o assunto, afirmando que a CBF vem causando vergonha para o Brasil. “Ancelotti não vem!! Era pra ser um dia de homenagens ao Rei Pelé!! Mas os cartolas do futebol brasileiro não deixam!! Mais uma vergonha!! Pelé, meu amigo, te peço perdão!!“, legendou ele.

Na sequência, por meio do vídeo, Galvão declarou: “Eu imaginava que fosse um dia para fazer um comentário, falar algumas palavras exclusivamente de lembranças, de saudades e de homenagens a Edson Arantes do Nascimento, Rei Pelé, primeiro e único. Mas os dirigentes do futebol brasileiro, principalmente da CBF, não deixam. Eles simplesmente não deixam. Eles continuam desrespeitando a história da Seleção Brasileira de futebol”, criticou ele.

+ Neymar é criticado por se recusar a participar do documentário sobre Galvão Bueno

– Continua após o anúncio –

Em suma, a CBF vem passando por uma grande crise interna e Galvão não deixou de comentar sobre a situação, afirmando: “Se a gente não sabe quem vai ser o presidente, qual é a escolha de técnico desse presidente, a gente também não sabe qual é o time”, explicou.

Até o dia 25 de janeiro de 2024, a situação da CBF ficará do jeito que está e Bueno, encerrou sua postagem, pedindo perdão ao amigo Pelé, já que a morte do Rei do Futebol completou um ano nesta sexta-feira (29). “É muito difícil fechar o ano assim. Que tenham todos um bom 2024. Pelé, pra você eu poderia dizer desculpe, amigo, perdão“, declarou ele.

– Continua após o anúncio –

Assista:

Mais sobre Galvão Bueno e a CBF

Não é a primeira vez que Galvão detona a CBF. Na última Copa do Catar, o jornalista teceu críticas a entidade esportiva brasileira, após Tite deixar o gramado sem cumprimentar os atletas após a eliminação da canarinho. Em outras oportunidades, o ex-narrador chamou a entidade de incompetente, por não definir um técnico para a Seleção e por perder grandes jogos em casa.

+ Galvão Bueno detona CBF após vexame da Seleção Brasileira no Maracanã

Share.