Jarbas Alves (Reprodução: Instagram)
Jarbas Alves (Reprodução: Instagram)
PUBLICIDADE

Jarbas Alves, mais conhecido como Jabá, morreu aos 60 anos, na tarde desta terça-feira, 26 de dezembro. A informação foi divulgada nas redes sociais oficiais da banda: “Descanse em paz amigo Jarbas”, diz a legenda da publicação.

– Continua após o anúncio –

PUBLICIDADE

A causa da morte do ex-baixista da banda não foi divulgada. Mas, de acordo com o  portal G1, o músico enfrentava problemas nos rins nos últimos meses.

+ Morre Pedrinho, do hit ‘Acorda, Pedrinho’, em Curitiba

Jão, guitarrista da banda, usou as redes sociais para lamentar a morte de Jabá: “Meu irmão da vida inteira se foi, meu querido Jarbas nos deixou, descanse em paz, irmão”, escreveu ele, em sua conta oficial no Instagram. João Gordo também lamentou o falecimento do amigo: “Querido irmão… descanse em paz”, declarou o músico, na mesma plataforma, com emoji de choro.

– Continua após o anúncio –

Os fãs do músico e admiradores da banda lamentaram a morte de Jabá através dos comentários da publicação: “Que siga na luz! Fez história! Nunca será esquecido!”, declarou o primeiro. “Que siga na luz! Fez história! Nunca será esquecido!”, disse o segundo. “Descanse em paz Jarbas! Força a vocês e a família nesse momento!”, expressou o terceiro. “Sem crer… Que descanse em paz! Força pros amigos e família”, afirmou o quarto. “Sem palavras, camarada”, desabafou o quinto. “Descanse em paz brother…sua arte será eterna”, ponderou o sexto. “A cena Punk Rock está em Luto, descanse em paz e obrigado por tudo que fizeste, seu legado jamais será esquecido”, escreveu um perfil.

+ Cantora gospel morre aos 18 anos após acidente com ambulância 

– Continua após o anúncio –

Jabá integrou a formação original do ‘Ratos de Porão’ em 1981, antes da entrada de João Gordo no grupo, e deixou o grupo em 1993. O artista gravou os clássicos álbuns “Crucificados Pelo Sistema” (1984), “Descanse em Paz” (1986), “Cada Dia Mais Sujo e Agressivo” (1987), “Brasil” (1989), “Anarkophobia” (1991), além do RDP Vivo (1992).

Share.