PUBLICIDADE

Kanye West e Taylor Swift
Foto: Reprodução/Twitter

Eita! O rapper Kanye West divulgou um novo álbum recentemente e, já em meio a diversas polêmicas, continua dando o que falar. Nesta quarta-feira (14), o artista veio a público após os fãs de Taylor Swift organizarem uma campanha para que “Vultures 1”, o disco em parceria com Ty Dolla $ign, não consiga bons números e, consequentemente, fique fora de grandes paradas musicais, como a Billboard Hot 100.

Em um publicação nas redes sociais, West declarou, entre diversas outras coisas, que não é um “inimigo, mas tampouco um amigo” da cantora e de seus fãs. Além disso, ele ainda afirma ter certeza que foi “mais útil para a carreira de Taylor Swift do que prejudicial”.

PUBLICIDADE

“Quando eu disse que era o novo Jesus, putz, eu não estava sequer pensando na Taylor Swift. Tinha toda uma história antes, mas agradeço a promoção gratuita ao meu trabalho. Meu novo disco é realmente otimista e divertido, tudo se trata de ser triunfante”, começou ele, falando sobre um trecho da faixa “Carnival”, de seu novo álbum, que contém o nome de Swift na letra.

“Lembrem-se que eu estive ao lado de Taylor quando Scooter [Braun] adquiriu suas gravações originais pelas suas costas. Ela e Beyoncé são grandes inspirações para os músicos, sempre falamos como ambas vendem sua música e seus filmes”, continuou ele, depois de desabafar sobre algumas dificuldades que sofreu no último ano. 

Já em outro ponto da declaração, Ye comenta sobre os rumores de que ele e sua esposa, Bianca Censori, teriam sido expulsos do Super Bowl, que aconteceu no último domingo (11). O assunto começou com uma fala do ex-jogador de futebol americano Brandon Marshall, o qual afirmou que Swift teria pedido para retirarem o casal do jogo entre os times Kansas City Chiefs e San Francisco 49ers.

“E eu não fui expulso do Super Bowl. Nós só deixamos nossos assentos para vermos outros amigos. Minha esposa nunca tinha assistido ao evento, queríamos ter um momento agradável e tivemos um dia super divertido. Os meios de comunicação podem controlar a narrativa, mas o povo tem dito a verdade”, finalizou o rapper. 

Taylor Swift, por sua vez, não se pronunciou sobre nenhum dos assuntos mencionados por West em sua publicação.

Enquanto isso, Ye também está com diversos problemas envolvendo o seu novo álbum, que pode, inclusive, de acordo com a Billboard, ser retirado do ar pela distribuidora de “Vultures 1”, a FUGA. O disco, que conta com 16 faixas no total, foi acusado de violação de direitos autorais por uso indevido de samples das faixas “Iron Man“, da banda Black Sabbath, e “I Feel Love“, de Donna Summer. Será que vem processo aí?

Confira o post:

RELEMBRE A TRETA

Para quem não sabe, o desentendimento entre Kanye West e Taylor Swift começou em 2009, durante a cerimônia do Video Music Awards, uma das maiores premiações de música nos Estados Unidos, também conhecida como VMA’s.

Na ocasião, Swift recebeu o prêmio de melhor clipe por “You Belong With Me” e, durante o seu discurso de aceitação, West subiu ao palco, tomou o microfone da mão dela e declarou que quem deveria receber o troféu era Beyoncé, por “Single Ladies (Put a Ring on It)”, já que era “um dos melhores clipes de todos os tempos”.

Veja o momento:

Além disso, em 2016, Kanye lançou a faixa “Famous”, como parte do álbum “The Life Of Pablo”, na qual afirma ser o responsável pela fama de Swift. “I feel like me and Taylor might still have sex / Why? / I made that bitch famous” (Acho que talvez eu e Taylor ainda possamos transar / Por quê? / Eu deixei aquela vadia famosa”, em tradução livre), diz a letra da música.

Na época do lançamento, West afirmou que Taylor teria consentido o uso de seu nome no trecho da música e, uma gravação feita por Kim Kardashian, ex-esposa de West, também dava a entender que, de fato, a cantora teria aprovado a faixa. No entanto, o áudio da conversa completa, divulgado em 2020, mostra que Swift não deu permissão para o uso de seu nome.

Já em 2017,  Taylor Swift, apesar de não ter usado o nome de  Ye, também deixou diversas indiretas para o rapper em faixas do álbum “Reputation”, como é o caso de “Look What You Made Me Do”, e “This Is Why We Can’t Have Nice Things”.

Escute as faixas:



Share.