PUBLICIDADE

Taylor Swift enfrenta um desafio logístico digno de nota ao tentar conciliar sua agenda de shows com o apoio ao namorado, Travis Kelce, no Super Bowl de 2024. Kelce, que é tight end do Kansas City Chiefs, joga contra o San Francisco 49ers na final da NFL em 11 de fevereiro. Swift, que terá realizado um show em Tóquio na véspera, precisa voar cerca de 8.900 km para assistir ao jogo em Las Vegas, uma maratona que a obriga a encarar um jet lag master e a luta por um espaço para estacionar seu jatinho particular.

A Corrida Contra o Tempo e o Jet Lag

A viagem internacional coloca Swift contra o relógio, enfrentando uma diferença de 17 horas entre Tóquio e Las Vegas. Especialistas apontam que o jet lag pode ser um adversário formidável, especialmente porque Swift tem planos imediatos de viajar para Melbourne após o Super Bowl. A diferença horária entre Tóquio e Melbourne é de apenas duas horas, mas a diferença para Las Vegas é de 19 horas, o que complica a aclimatação.

PUBLICIDADE

Estacionamento de Jatinhos lotados no Super Bowl

Além das questões de fuso horário, Swift enfrenta o “maior problema de rico”: encontrar um espaço para estacionar seu jato particular. Com cerca de mil aviões esperados nos aeroportos de Las Vegas para o evento, a competição por um lugar é intensa. Esta peculiaridade da final da NFL destaca a magnitude e a ostentação que cercam um dos maiores eventos esportivos do ano.

Apoio Internacional e Humor

A situação de Swift ganhou tanta atenção que até a Embaixada do Japão nos Estados Unidos se pronunciou, garantindo humoristicamente que a cantora poderia “chegar confortavelmente” a Las Vegas a tempo para o jogo. Este apoio demonstra o alcance global e o interesse que a participação de Swift no Super Bowl gerou.

Preços Astronômicos e Expectativas Altas

O Super Bowl 58 não é apenas um palco para os atletas; ele também estabelece recordes com preços de ingressos começando em R$ 40 mil, o mais caro da história do evento. A final da NFL de 2024 promete ser um espetáculo de milhões de dólares e ostentação, tanto dentro quanto fora do campo.

Será que ela consegue?

O desafio de Taylor Swift para o Super Bowl 2024 é uma saga de compromissos, viagens internacionais e desafios logísticos. Entre shows em Tóquio, a presença no evento esportivo em Las Vegas e a continuação de sua turnê na Austrália, Swift vai viver uma maratona unindo o mundo do entretenimento e o esporte, tudo sob os holofotes de uma atenção global sem precedentes.

Fonte: O Fuxico

Share.