No último dia 28 de dezembro, foi lançado nos cinemas de todo o Brasil o aguardado filme “Mamonas Assassinas – O Filme”. A cinebiografia dos icônicos músicos registrou a maior bilheteria no dia de estreia de um filme brasileiro desde 2020. Com um total de 1.054 salas de cinema exibindo o longa-metragem, esse lançamento se tornou o maior desde o início da pandemia. Além disso, a produção já atraiu mais de 800 mil espectadores até o momento.

No entanto, nem todos parecem ter ficado satisfeitos com a experiência proporcionada pelo filme. O crítico musical Regis Tadeu, conhecido por suas opiniões contundentes, publicou um vídeo em seu canal no YouTube nesta quarta-feira (24), detonando a obra dirigida por Edson Spinello. Segundo Tadeu, o filme apresenta cenas ridículas e falha em diversos aspectos.

Em determinado momento do vídeo, o jurado do Programa Raul Gil direcionou suas críticas ao elenco do filme. De acordo com o crítico musical, as pessoas que se julgam atores e foram escaladas para interpretar os integrantes da banda são indignas de serem consideradas profissionais, afirmando que não merecem sequer uma mísera carteirinha do sindicato dos atores.

Tadeu também criticou as tentativas de reproduzir a leveza e a irreverência da banda nos atores selecionados para interpretar os membros do grupo. Para ele, o resultado é apenas a exibição de alguns traços físicos semelhantes aos integrantes reais da banda. O crítico ainda chamou o filme de “um negócio horroroso”.

Em sua análise, Regis Tadeu comparou o que é apresentado no filme a uma peça de teatro escolar filmada de forma desconexa, destacando a falta de foco em momentos importantes da história da banda, como a formação inicial do grupo, a mudança de nome e estilo musical, a participação do produtor Rick Bonadio e, é claro, as trágicas mortes dos integrantes. Ele ressaltou a ausência de profundidade na interpretação dos personagens e a falta de construção dos mesmos.

Continua após a publicidade..

O crítico também apontou que o filme apresenta uma sucessão de cenas ridículas, com personagens aparecendo e desaparecendo sem qualquer explicação. Além disso, Tadeu criticou a forma como as mulheres que passaram pela vida dos integrantes da banda são retratadas, sendo tratadas como vilãs traiçoeiras.

Apesar das críticas contundentes de Regis Tadeu, é importante ressaltar que “Mamonas Assassinas – O Filme” tem sido bem recebido pelo público em geral. A obra retrata de forma emocionante a trajetória meteórica e trágica da banda Mamonas Assassinas, conquistando os fãs e relembrando um importante capítulo da história da música brasileira.

Share.